Clube Audio TT
Hoje é 
 Índice :

 ▶ Entrada

 ▶ O Clube

 ▶ Os Nossos Passeios

 ▶ Fottos

 ▶ Outros

 ▶ Novidades

 ▶ Links dos Sites Amigos

 ▶ Apoios

 ▶ Contactos


Site Meter

Número de pessoas que visitaram esta página !


Clube Audio TT

Todos os direitos reservados

2002 / ....


Esta página foi

actualizada em

01-Jun-2007

            Outros Passeios ...

Participamos ...

 

"Desafio ao Norte 2007"

Preparado pelo Núcleo do Norte do Forum-TT

 

O Forum-TT, como entidade que agrupa um conjunto de apaixonados pelo Todo-Terreno e Aventura, vai dividindo a sua actividade entre o meio virtual, através do seu Site e das suas Lista de Discussão, e as actividades no terreno.

Foi durante o seu Encontro Nacional de 2007 que se deu início ao processo de gestação deste “Desafio ao Norte”, que mais não é do que o fruto do “desafio” que alguns companheiros do Sul lançaram às gentes cá do Norte para se organizar um evento cá para cima.

Este “desafio” foi de imediato aceite e a sua concretização teve lugar no passado fim-de-semana 19 e 20 de Maio.

  

  

  

A zona escolhida foi o Minho, e mais concretamente a região da Serra d’Arga e seus arredores.

Os percursos foram escolhidos de modo a aliarem a oportunidade de admirar paisagens deslumbrantes e a prática de um Todo-Terreno, variado mas consciente e respeitador da natureza, onde se misturam zonas de baixa dificuldade com outras mais duras e exigentes em termos técnicos e de capacidade das viaturas e dos seus condutores.

  

  

O primeiro dia, Sábado, começou com a concentração dos participantes em Vilar de Mouros, de onde partimos para a etapa da manhã que nos iria levar até um Parque de Merendas na margem do Rio Coura, já próximo de Covas.

Com um início percorrendo as encostas dos montes voltadas para o Rio Minho, tivemos a oportunidade de admirar toda esta zona que se extende desde Caminha até quase Vila Nova de Cerveira.  Este início não foi exigente em termos de aptidões TT, mas permitiu uma primeira introdução dos companheiros do Sul aos pisos mais pedregosos cá do Norte.


  

  

Seguindo depois mais para o interior, lá fomos em direcção a Sopo e de seguida ao encontro do Rio Coura que fomos acompanhando, umas vezes mais de perto, outras um pouco mais à distância, até ao Parque de Merendas onde se realizaria o almoço. 

Este foi preparado no local tendo por base um churrasco com fêveras, entremeada, chouriça, salsichas frescas, havendo igualmente várias outras opções nomeadamente queijos, presunto, bôla de carne, etc.  Para complementar tudo isto, e para além das bebidas habituais ( vinhos verde e maduro, cerveja, refrigerantes e água ) havia ainda melão e doces variados, terminando no café e aguardente velha.

  

  

A etapa da tarde anunciava-se como bastante mais dura e a verdade é que veio mesmo a cumprir o que prometia, nomeadamente através de uma subida bastante demolidora e longa de vários quilómetros que nos levaria até à Senhora do Minho.

Foi, aliás, nessa mesma subida que se veio a verificar o primeiro e único “atascanço” digno desse nome e que exigiu a ajuda de outras viaturas para conseguir libertar o jipe “atascado”. Esta foi também mais uma boa oportunidade de demonstrar o verdadeiro espírito de camaradagem e de entre-ajuda que caracteriza este grupo de pessoas.

  
  

O alto da Senhora do Minho foi outro dos pontos privilegiados para a contemplação de paisagens muito interessantes, neste caso o vale do Lima que se avista numa extensão de vários quilómetros.

As horas iam passando rapidamente e estava na altura de rumar novamente mais para noroeste, mais concretamente em direcção a Lanhelas onde se realizaria o jantar.

Á chegada à “Casa da Anta”, fomos recebido por um grupo de tocadores de concertina, que iriam também acompanhar uma boa parte do jantar.  A ementa escolhida neste caso foram os “Rojões à moda do Minho", bem tradicionais desta região.

  

  

O programa para Domingo era mais curto, abrangendo apenas a manhã, e tinha concentração marcada para Caminha, onde se reuniram mais uma vez os participantes.

O percurso iria desta vez encaminhar-se um pouco mais para sul, nomeadamente para a Serra de Sta. Luzia.

Para começar, nada melhor do que uma ida até à capelinha de Santo Antão e daí admirar mais uma vez as magníficas vistas.

A continuação levou-nos em direcção à Senhora das Neves onde se concentrou a parte mais complicada do percurso escolhido, quer através de umas subidas a exigir atenção redobrada quer pela descida particularmente dura e acidentada que a maioria fez, embora houvesse um pequeno grupo de participantes que, devido ao tipo de viaturas que tripulava, optou por seguir por um trilho alternativo.

  

  

A continuação encaminhou-nos até Orbacém e daí para a Serra de Santa Luzia e para o seu marco geodésico.  Esta é uma zona com bons estradões, que apesar de convidarem a andar depressa devem ser percorridos a velocidade moderada de modo a evitar quaisquer eventuais contratempos que possam surgir.

Restava tomar o caminho de regresso até à zona de Vila Praia de Âncora, mais propriamente à Gelfa, onde se realizaria o almoço de encerramento.

O restaurante escolhido foi o “Sereia da Gelfa” e a ementa assentava no “cabrito assado”.

O “Desafio ao Norte” estava no fim mas, a julgar pelos diferentes comentários que se iam ouvindo aqui e ali, já começava a deixar saudades...  Pode ser que para o ano haja mais...


  

Rui Martins - Clube Audio TT

 

  Página de Assuntos Diversos     

 

Por um TT consciente e responsável !

         

Entrada ┃ O Clube  ┃ Os Nossos Passeios ┃ Fottos ┃ Outros ┃ Novidades ┃ Links ┃ Apoios ┃ Contactos