Clube Audio TT
Hoje é 
 Índice :

 ▶ Entrada

 ▶ O Clube

 ▶ Os Nossos Passeios

 ▶ Fottos

 ▶ Outros

 ▶ Novidades

 ▶ Links dos Sites Amigos

 ▶ Apoios

 ▶ Contactos


Site Meter

Número de pessoas que visitaram esta página !


Clube Audio TT

Todos os direitos reservados

2002 / ....


Esta página foi

actualizada em

23-Out-2004

            Os Nossos Passeios ...

5º Passeio de 2004...

 

4º Audio TT "Por Terras do Alvarinho"

5º Passeio do Clube Audio TT de 2004

 

O passado dia 16 de Outubro foi o escolhido para a realização do nosso 5º Passeio deste ano, o 4º Audio TT "Por Terras do Alvarinho".

O convite aos amigos que formam este Clube para virem passear mais uma vez em conjunto foi aceite por um número alargado, juntando 25 jipes e cerca de 60 pessoas.

O número de viaturas que realmente participaram viu-se reduzido em 2 unidades por avaria durante o caminho para o início do Passeio… Contrariedades que, por vezes, acontecem...

 

O Passeio propriamente dito era composto por duas etapas, uma a realizar durante a manhã e que ligava o Mezio a Aveleira, com pouco mais do que 20 Km’s, e outra durante a tarde ligando a Aveleira a Melgaço, com 30 e poucos Km’s.

Entre as duas etapas houve um almoço, que se realizou na Taberna do Alto.

À hora combinada lá se juntaram todos os participantes para dar início ao Passeio.

 

O tempo estava horrível, sendo mesmo possível dizer-se que era muito difícil estar pior ! O nevoeiro, a chuva, umas vezes mais miudinha outras mais grossa e o frio foram companhia constante durante todo o dia, impedindo que se apreciasse condignamente as magníficas paisagens da zona e desencorajando a realização de paragens frequentes, que são sempre aproveitadas para estreitar ainda mais os laços de amizade entre todos.

Contudo, e apesar dos inconvenientes acima mencionados, nem o mau tempo foi suficiente para desencorajar os participantes e muito menos para prejudicar o habitual ambiente de grande camaradagem que é tradicional nos nossos Passeios.

 

Ao iniciar a etapa da manhã, foi mais uma vez recomendado que fosse respeitado o comportamento consciente e respeitador da natureza, das populações e do património cultural que faz parte dos princípios deste Clube, salientando, contudo, que desta vez haveria ainda que ter mais cuidado e nunca sair dos trilhos existentes e devidamente assinalados, evitando deste modo introduzir danos nas zonas envolventes, dado que atravessariamos algumas zonas do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Todas as zonas por onde passeamos merecem o nosso respeito e os nossos cuidados para evitar danos mas, quando passamos por zonas como o Parque Nacional da Peneda-Gerês, será compreensível que os cuidados sejam ainda acrescidos !

 

Como já foi dito, esta 1ª etapa era curta, com pouco mais de 20 Km’s, mas o tipo de trilhos utilizados justificavam uma marcha extremamente lenta e cuidadosa, uma vez que o piso era bastante duro e estava devidamente recheado de zonas de dificuldade acrescida ( valas, piso particularmente irregular, algumas travessias de pequenos ribeiros, lama, etc. ), que se tornaram ainda mais complicadas fruto do tempo que se fazia sentir.

Ainda o Passeio estava na sua parte inicial, embora já estivessemos todos "bem abanados" pela dureza dos pisos encontrados, e já estavamos a parar para o habitual "Reforço da Manhã", que, como é habitual, foi constituido pelo pão fresco com fiambre e queijo, acompanhado por sumos ou água e completado por um café bem quentinho. A "novidade" foi o facto de se ter realizado à chuva, que nem os guarda-chuvas conseguiam evitar que molhasse os participantes por causa do vento (frio !) que se fazia sentir em simultâneo !

 

Apesar das dificuldades encontradas, e bastará dizer que encontramos várias zonas em que o trilho mais parecia um ribeiro tal era a quantidade de água que tinha, à hora prevista lá estavamos nós na Taberna do Alto para o almoço !

Tinha já sido necessário rebocar algumas viaturas, que tinham ficado atascadas, mas tudo acabou por correr de um modo satisfatório, sendo geral o comentário de que a manhã tinha valido a pena !

A única coisa que se lamentava era a impossibilidade de apreciar devidamente a beleza das zonas percorridas, devido ao nevoeiro, sendo comuns os comentários de que deviamos repetir o Passeio numa altura em o tempo estivesse bom.

 

O almoço, que tinha como "prato forte" uma feijoada e contava também com fêveras para quem preferisse, foi retemperador e agradável, reforçando ainda a vontade de enfrentar uma 2ª etapa que, embora mais fácil, iria contar também com dificuldades suficientes para "apimentar" o trajecto.

Convém referir que as instalações da Taberna do Alto são bastante modestas e o espaço disponível é bastante reduzido (pelo menos quando chove, uma vez que estando bom tempo é possível e agradável utilizar um espaço exterior, aumentando deste modo a área). Este facto obrigou a que a maioria dos participantes almoçasse em pé, numa espécie de almoço volante/pic-nic, o que não surpreendeu ninguém, uma vez já estavam previamente avisados que isso iria acontecer.

 

A 2ª e última parte do Passeio iniciou-se e quase logo a seguir estávamos numa "zona de recreio"… Tratava-se de uma zona com muita lama e valas, que se sabia de antemão ser virtualmente impossível de atravessar, mas que permitia, a quem quisesse, "brincar" um pouco.

 

Houve apenas 2 "aventureiros" a tentar a sua sorte, um Nissan Patrol GR razoavelmente preparado e um Mercedes G, quase novo, mas mais ou menos de série.

Escusado será dizer que nehum deles logrou avançar significativamente, tendo ambos que ser "guinchados" para trás (no caso do Mercedes G foram necessários 2 guinchos e mesmo assim não foi fácil !), de modo a serem retirados do lamaçal !

 

Com o tempo horrível que continuava a fazer-se sentir, ninguém mais quis ir "chafurdar" para a lama, mas as 2 tentativas já tinham sido suficientes para nos ocupar umas boas dezenas de minutos !

O percurso continuava por caminhos de dificuldade variável, desde corta-fogos inclinados e com algumas valas até troços em asfalto, estando o último ponto mais complicado reservado para uma zona relativamente curta (pouco mais do que uma dezena de metros !) mas particularmente trialeira, com piso em pedra e irregulariedades bastante significativas.

 

É claro que antes tinhamos já encontrado mais uma vez vários trilhos completamente alagados, podendo levar quem não soubesse bem por onde se andava a pensar que estavamos no caminho errado e seguiamos dentro de um ribeiro !!!

 

Com a aproximação a Melgaço, o Passeio estava no fim…

A satisfação dos participantes e o espírito de amizade e de sã camaradagem, esses continuavam intactos !

A vontade de continuar a participar nos Passeios deste grupo de amigos, também !!!

 

Restará dizer que este ano ainda iremos realizar (pelo menos !) mais um Passeio, bem assim como o tradicional "Jantar de Natal".

 

Clube Audio TT - Rui Martins

 

  Página dos Passeios       

 

O verdadeiro TT pratica-se com respeito pela Natureza !

         

Entrada ┃ O Clube  ┃ Os Nossos Passeios ┃ Fottos ┃ Outros ┃ Novidades ┃ Links ┃ Apoios ┃ Contactos