Clube Audio TT
Hoje é 
 Índice :

 ▶ Entrada

 ▶ O Clube

 ▶ Os Nossos Passeios

 ▶ Fottos

 ▶ Outros

 ▶ Novidades

 ▶ Links dos Sites Amigos

 ▶ Apoios

 ▶ Contactos


Site Meter

Número de pessoas que visitaram esta página !


Clube Audio TT

Todos os direitos reservados

2002 / ....


Esta página foi

actualizada em

19-Jul-2005

            Os Nossos Passeios ...

4º Passeio de 2005...

 

9º Audio TT "Na Serra da Cabreira"

4º Passeio do Clube Audio TT de 2005

 

Dando continuidade à "tradição", o passado Sábado, dia 9 de Julho, foi o dia escolhido para mais um Passeio pela Serra da Cabreira.

Este foi já o nono ano em que realizamos este Passeio, fechando as actividades antes do período típico das férias de Verão e que tem ainda o atractivo de o almoço ser habitualmente uma "sardinhada" preparada pelos participantes, o que proporciona que se passem umas horas em convívio animado.

Desta vez a "lista" de participantes contava com 17 jipes (mais 2 de apoio para o almoço) e cerca de 40 pessoas.

  

  

Tentando ir introduzindo sempre novos trilhos nos sucessivos Passeios, desta vez o início estava marcado para a recta de Casares.  A 1º Etapa, que nos iria levar até à zona do Chão do Pastor onde se realizou o "Reforço da Manhã", começava por nos levar à descoberta de uma série de trilhos pelos montes a sul do ponto de partida.  Esta parte do percurso decorria em pisos de terra e pedra, serpenteando pelos montes, e de dificuldade variada.  Havia partes razoavelmente rolantes, outras um pouco menos e contava mesmo com uma zona onde se sucediam 3 ou 4 bocados a exigir mesmo cuidados adicionais por parte dos condutores e em que as viaturas eram chamadas a mostrar algumas das suas potencialidades.

Infelizmente, nessa zona mais complicada e num bocado que fazia a ligação entre dois obstáculos, aconteceu um acidente com uma das viaturas, felizmente sem qualquer tipo de consequências em termos físicos, mas com alguns danos materiais.  É uma daquelas situações que ninguém consegue explicar muito bem, uma vez que nem se tratava de qualquer tentativa para ultrapassar algum obstáculo mais complicado, mas que acontecem fruto da soma de uma série de pequenos factores que se conjugam de uma forma que acaba por provocar alguns dos acidentes existentes.  Escusado será dizer que daí para a frente a boa disposição e alegria que são habituais nos nossos Passeios, ficaram um pouco prejudicadas uma vez que ninguém fica satisfeito por ver um amigo a ter um acidente, mesmo que sem consequências graves.

  

  

Ultrapassada a situação, lá nos encaminhamos para o local do "Reforço da Manhã", seguindo o percurso previsto, de um modo geral mais rolante nesta segunda parte da 1ª Etapa, mas mesmo assim ainda com uma zona bastante dura em termos de piso, com muita pedra e muito irregular.  Com um bocadinho mais de dificuldade ou com menos, toda a gente passou sem notas especiais a assinalar.

Finalmente, até porque estávamos bastante atrasados relativamente ao que estava inicialmente planeado, lá chegamos à zona do "Chão do Pastor", onde se parou para "atacar" outro tipo de "dificuldades" constituídas pelo habitual pão fresco, fiambre, queijo, sumos, água e, para finalizar, café.

Dado que já passava um bocado do meio-dia, foi resolvido fazer alguns cortes na 2ª Etapa, de modo a permitir chegar ao almoço a horas ainda minimamente aceitáveis.  Esses cortes acabaram por excluir alguns dos trilhos novos e mais interessantes, mas o que ficou ainda foi suficiente para um bom par de horas de condução e para que esta 2ª etapa valesse apena. 

Também desta vez se misturavam trilhos em bom estado e rolantes, com outros mais duros, impondo um ritmo diferente e cuidados diferenciados.  Mais uma vez, toda a gente se "portou bem" e os obstáculos foram sendo ultrapassados sem nada de especial que justifique alongar este texto.

Eram já perto das 3 horas da tarde quando se chegou ao Parque de Merendas da Veiga, lugar onde decorreria o almoço.

Com as brasas já encaminhadas no grelhador e com as mesas minimamente organizadas por uma pequena equipa que tinha tratado disso em avanço, havia que dar continuidade ao trabalho, assando as sardinhas e grelhando as fêveras e entrecosto.

Muito possivelmente ajudado pelo facto de ser preparado ao ar livre, no meio do monte mas num lugar apropriado, o almoço soube mais uma vez bastante bem e, especialmente, as sardinhas foram elogiadas.  É claro que a broa, as saladas, os pimentos assados e os diferentes vinhos (branco e tinto, maduro e verde, de regiões como o Minho, o Douro e o Alentejo), bem assim com a cerveja e outros refrigerantes, ajudaram a que o almoço não merecesse críticas.

Para o fim, estava ainda guardado o melão, as diferentes tartes, o café e a aguardente velha.

  

 

Baseado na experiência de anos anteriores, em que era sempre um pouco a custo que se iniciava a parte da tarde do Passeio e ainda porque se previa uma manhã razoavelmente longa, este ano resolveu-se fazer as coisas de um modo diferente.  Foi proposto que quem quisesse podia ficar na zona do almoço, aproveitando a sombra das árvores e a frescura da água que jorra ininterruptamente para um conjunto de tanques grandes, enquanto os que assim o preferissem podiam percorrer mais um conjunto de trilhos variados e interessantes.

Aconteceu que ninguém resolveu ir dar a volta proposta e toda a gente ficou na conversa ou participando nalguns jogos de carácter popular que entretanto foram sendo organizados.

O tempo foi passando e rapidamente o fim da tarde aproximou-se quase sem dar-mos por ele. 

A ideia era fazer ainda um "lanche ajantarado", mas o apetite ainda era pouco e ninguém queria comer...   A muito custo lá se conseguiu "despachar" uns bocadinhos da muita comida existente, mas que não foram de todo suficientes para evitar que acabasse por sobrar muita coisa...  Foi pena, mas também se compreende que almoçando tarde, o apetite após 2 ou 3 horas ainda não seja significativo.

Estava terminado mais um Passeio.  Era hora de regressar a casa, não sem antes serem feitos os votos de boas férias, e também de se começar já a falar no próximo Passeio que irá previsívelmente decorrer lá para o final de Setembro em zona a definir.

 

Rui Martins

Clube Audio TT

 

  Página dos Passeios       

 

O verdadeiro TT pratica-se com respeito pela Natureza !

         

Entrada ┃ O Clube  ┃ Os Nossos Passeios ┃ Fottos ┃ Outros ┃ Novidades ┃ Links ┃ Apoios ┃ Contactos