Clube Audio TT
Hoje é 
 Índice :

 ▶ Entrada

 ▶ O Clube

 ▶ Os Nossos Passeios

 ▶ Fottos

 ▶ Outros

 ▶ Novidades

 ▶ Links dos Sites Amigos

 ▶ Apoios

 ▶ Contactos


Site Meter

Número de pessoas que visitaram esta página !


Clube Audio TT

Todos os direitos reservados

2002 / ....


Esta página foi

actualizada em

01-Jun-2009

            Os Nossos Passeios ...

2º Passeio de 2009...

 

5º Passeio do CLUBE AUDIO TT

 Pela “ Serra d'Arga ”

 

  

      A “ameaça” existia desde há muito tempo...  Com a passagem dos anos, o número de membros do Clube Audio TT foi crescendo, já ultrapassando as 8 dezenas ( temos o hábito de acrescentar os que se nos vão juntando, mas não retiramos aqueles que, por uma razão ou outra, deixaram de participar de modo razoavelmente assíduo nos nossos Passeios ). 

      Nos últimos meses ( largos ! ) o número de participantes tem andado entre a dúzia e a dúzia e meia....

      Mas, e se de um momento para o outro este número viesse claramente aumentado ?!?

      Pois foi isso mesmo que aconteceu com o nosso mais recente Passeio, o 5º pela “ Serra d'Arga “ e o 2º de 2009.  Desta vez “inscreveram-se” para o Passeio mais de 60 pessoas, distribuídas por 26 jipes, embora só tenham estado um máximo de 25 viaturas em simultâneo.

  

  

      Não foi o Passeio com maior número de viaturas, uma vez que já tínhamos realizado um outro há 6 ou 7 anos atrás com 27 jipes, mas mesmo assim foi claramente mais do que o que tem sido habitual e até do que o que consideramos como mais desejável para o tipo de Passeios que realizamos.

      Agora, que o Passeio já terminou, podemos dizer com segurança  que até correu muito bem e que apesar do elevado número de participantes, isso não se revelou significativamente desaconselhável.  O sistema que temos vindo a adoptar de “rotação ao penúltimo” ajuda bastante nestes casos, onde as suas vantagens são ainda mais notórias do que quando se trata de um grupo pequeno.

   

  

      O Passeio foi marcado para o dia 23 de Maio, um Sábado como vai sendo habitual, e o percurso foi escolhido pelo Eduardo, a quem aproveito para agradecer todo o trabalho de preparação que realizou.

       O início estava marcado para Vilar de Mouros e foi lá que todos se reuniram.

      Curiosamente, a primeira peripécia aconteceu ainda antes do início do Passeio...   O “Amarelinho” resolveu causar problemas ainda na viagem para Vilar de Mouros !...  

  

  

      Íamos nós pela Auto-estrada à “estonteante” velocidade de cerca de 105 Km/h quando o cabo do acelerador rebenta....   Deve-se dizer que já não é a primeira vez que isto acontece, o que leva a crer que, das 2 uma:  ou o condutor tem o pé demasiadamente “pesado” ou há qualquer coisa menos bem pensada na forma como o movimento do pedal acelerador é transmitido à bomba injectora !...  ;-)

      Exactamente porque já não é a primeira vez, até tinha um cabo sobresselente mas faltava o resto.... A ferramenta necessária para o montar tinha ficado em casa...

      De qualquer modo, e à boa maneira portuguesa do “desenrasca”, lá se arranjou um bocadito de fio e toca a amarrar a patilha da bomba injectora numa posição correspondente a cerca de 85% da aceleração máxima.  Motor a trabalhar e “ala que se faz tarde” em aceleração constante até ao destino.

      Haviam de ter visto a cara de espanto do portageiro, quando parei para pagar a portagem com o jipe acelerado daquela maneira !....     ;-)))

      Já em Vilar de Mouros, e com a ferramenta e a ajuda de outros amigos, lá se substituiu o cabo partido e ficou o problema resolvido.

  

  

       O percurso previsto para a manhã tinha uma extensão de cerca de 43 Km's e iria levar-nos até Bertiandos, passando na zona da Senhora do Minho.

      Tratou-se de um percurso variado, com pisos que iam desde os estradões até zonas razoavelmente trialeiras e que permitia ter uma ideia bastante boa das belezas desta região.  A Serra d'Arga tem uma beleza que lhe é própria e que vale a pena admirar.

  

  

      Em termos de aspectos a merecer uma referência especial, houve apenas 2 :

      -  No sítio onde foi servido o “Reforço da Manhã” havia uma zona muito enlameada e isso permitiu que 3 ou 4 jipes andassem lá a tentar passar, embora nenhum o tenha conseguido...   De qualquer modo, as sucessivas tentativas, que terminavam sempre numa necessidade de recuar puxados a guincho, foram o suficiente para proporcionar uns largos minutos de diversão para o grupo de participantes.

  

  

      -  O segundo foi menos agradável, uma vez que se traduziu por um pneu completamente rasgado, fruto de algum contacto menos apropriado com uma pedra mais afiada, e que acabou por causar algum atraso uma vez que a porca de segurança da jante respectiva não saía de maneira nenhuma !   Foram tentadas 2 chaves próprias para aquele tipo de porca e ambas acabaram por partir sem que a porca se soltasse....   Acabou por sair a golpe de talhadeira !...

  

  

       De qualquer modo, o atraso inicial causado pela reparação do “Amarelinho” e depois o tempo gasto para conseguir trocar o pneu que o Discovery tinha rasgado, fizeram com que fosse necessário encurtar um pouco o percurso e mesmo assim só chegamos ao restaurante já depois das 3 horas da tarde.

       O almoço foi servido no restaurante “ O Celeiro “, que fica mesmo ao lado do Solar de Bertiandos e, dado que estamos na região de Ponte do Lima, nada melhor do que o tradicional Arroz de Sarrabulho para ementa.

  

  

       A parte da tarde, embora um pouco mais curta uma vez que somava cerca de 37 Km's, era igualmente interessante e levar-nos-ia até próximo de Vila Nova de Cerveira.

      Mais uma vez tínhamos um conjunto de trilhos bastante variados, com os mais duros a serem concentrados na última dezena ou dezena e meia de Km's.    Aliás, dentro do espírito sempre brincalhão que se vive nestes Passeios, os primeiros km's deram origem às habituais perguntas de onde é que ficava a “portagem” e quanto é que se iria pagar por andar na “auto-estrada”. J)

  

  

       Se havia alguém que ainda tivesse dúvidas sobre a beleza destas paragens, o percurso realizado permitiu claramente acabar com elas.  Foram vários os pontos onde foi possível desfrutar de vistas magníficas e apreciar devidamente a paisagem.

       O tempo passou depressa e já eram cerca das 8 horas da noite quando chegamos ao local previsto para o final do Passeio, junto à Sra. da Encarnação.

      A paragem que foi feita permitiu que se aproveitasse uma parte do que tinha sobrado do “Reforço da Manhã” e que fosse dado seguimento a mais uma série de conversas entre os diversos participantes.

  

  

      De seguida foram sendo feitas as despedidas, quase sempre acompanhadas da pergunta “ Quando é o próximo ?” ou “Quando é que nos encontramos novamente ?” e cada um foi arrancando para regressar a casa.

       Globalmente acho que o Passeio correu bastante bem e que todos tiveram a oportunidade de passar um dia bem passado.  Os receios que chegaram a existir, relativos ao elevado número de pessoas e viaturas, acabaram por não ter razão de existir.   Nós divertimo-nos bastante !

    

      O próximo Passeio já está a ser pensado ...

      Dentro de algumas semanas haverá concerteza novidades...

 

  

Rui Martins

 

Clube Audio TT

 

  Página dos Passeios       

 

O verdadeiro TT pratica-se com respeito pela Natureza !

         

Entrada ┃ O Clube  ┃ Os Nossos Passeios ┃ Fottos ┃ Outros ┃ Novidades ┃ Links ┃ Apoios ┃ Contactos