Clube Audio TT
Hoje é 
 Índice :

 ▶ Entrada

 ▶ O Clube

 ▶ Os Nossos Passeios

 ▶ Fottos

 ▶ Outros

 ▶ Novidades

 ▶ Links dos Sites Amigos

 ▶ Apoios

 ▶ Contactos


Site Meter

Número de pessoas que visitaram esta página !


Clube Audio TT

Todos os direitos reservados

2002 / ....


Esta página foi

actualizada em

06-Nov-2011

            Os Nossos Passeios ...

6º Passeio de 2011...

     

   

Mais Fottos no fim 
da Reportagem !!!       9º Passeio por Terras do Alvarinho

           6º Passeio do Clube Audio TT de 2011

 

 

            Agora que as férias de Verão estão terminadas, era a altura certa para retomar as actividades do Clube Áudio TT e isso aconteceu com a realização de mais um Passeio !

  

  

            Desta vez tratou-se do 9º Passeio por Terras do Alvarinho e foi o 6º realizado este ano. A data escolhida foi o dia 29 de Outubro e veio a revelar-se uma boa escolha em termos de tempo, uma vez que após vários dias de temporal, este Sábado apresentou-se bastante agradável e sem chuva.

  

    

            O grupo de amigos que se juntou para o Passeio totalizava quase 40 pessoas, distribuídas por 17 viaturas.

            O início foi marcado para os Arcos de Valdevez e o percurso planeado para a manhã levar-nos-ia até próximo da Aveleira, onde seria servido o almoço.

  

  

            Tratava-se de um trajecto que se apresentava como tendo uma parte significativa com piso muito duro ( pedra ) e alguns bocados em asfalto.   Na altura em que foram feitos os “reconhecimentos” foi verificado que quase tudo o que era trilho com piso de terra ou parecido, estava muito estragado e apresentava valas tão grandes que impediam completamente a passagem.   Sendo assim, restaram os pisos duros ( e muito duros ! ) e os bocados que já se encontram asfaltados…

  

  

            Do ponto de vista da dificuldade, o trajecto escolhido não era particularmente exigente, embora tivesse um ou outro ponto a exigir alguma atenção redobrada e “condução milimétrica”.

            O “Reforço da Manhã”, com os ingredientes habituais, foi efectuado exactamente a seguir a um desses pontos mais exigentes e ajudou a baixar um bocadito o nível de adrenalina que tinha acabado de aumentar.

  

  

            Pouco depois encontramos um outro grupo de jipes que andavam igualmente a passear por aquelas bandas e que o faziam a um ritmo ainda mais lento do que o nosso, que já de si era bastante baixo. Foi neste período que se fez uma paragem para o “recreio dos crescidos” com o desafio de tentar subir um corta-fogo que estava completamente intratável…   Apesar das várias tentativas efectuadas por um pequeno grupo de jipes, nunca foi possível avançar muito mais do que uma dezena de metros, o que correspondia a menos de um décimo da distância a vencer !...

            Não deu para subir o corta-fogo, mas deu para que todos se divertissem, uns a tentar subir e outros simplesmente a ver.

  

  

            O dia, como já foi dito, estava bastante agradável e permitiu que se apreciasse devidamente as paisagens desta região que são de um modo geral muito interessantes e merecedoras da nossa atenção.

            O trajecto, esse continuava a apresentar pedra e mais pedra !...    Sinceramente, começo a pensar que o nome deste Passeio, este ano, não deveria ser “ Por Terras do Alvarinho”, mas antes “Pelas Pedras e mais Pedras”…

  

  

            Mais umas zonas um bocadito mais “trialeiras” e lá chegamos ao asfalto que nos levaria quase até ao restaurante.

            O almoço estava combinado e quando chegamos, após umas entradas, lá veio a “Feijoada” que até não estava nada má na minha opinião. Para a sobremesa, além da fruta variada que foi servida, havia “ Bucho Doce” que é uma das especialidades desta região e que foi novidade para um número razoável de participantes.

  

  

            Como acontece muitas vezes nestas coisas, o tempo passou depressa e a verdade é que já passava das 5 horas da tarde e ainda nos estávamos a preparar para arrancar para o percurso da tarde.

            Tínhamos um trajecto delineado que nos iria levar até Melgaço e que nos mostraria alguns bocados das famosas vinhas do Alvarinho.

            Este trajecto era bastante menos duro que o da manhã, embora ainda houvesse uns bocados com piso com muita pedra.

  

  

            Se da parte da manhã ainda tinha havido pontualmente umas ameaças de “atascanço”, de tarde tudo se passou de uma forma muito calma e sem peripécias que justifiquem ser referidas.

            Antes de chegarmos a Melgaço, foi feita uma paragem em Cavaleiro Alvo ( que acabou por funcionar como final antecipado, uma vez que daí até Melgaço era asfalto… ) e o Esteves contou-nos algumas curiosidades daquela zona que ele bem conhece, uma vez que é a terra dele.

   

  

            O Passeio estava terminado, mas tinha sido mais um dia bem passado, entre amigos e a fazer TT como todos gostamos.

            O próximo já está a ser pensado e irá ser realizado em conjunto com o Jantar de Natal do Clube Áudio TT.

Rui Martins

Clube Audio TT

 

Mais algumas Fottos do Passeio :

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

 

 

  Página dos Passeios       

 

O verdadeiro TT pratica-se com respeito pela Natureza !

         

Entrada ┃ O Clube  ┃ Os Nossos Passeios ┃ Fottos ┃ Outros ┃ Novidades ┃ Links ┃ Apoios ┃ Contactos