Clube Audio TT
Hoje é 
 Índice :

 ▶ Entrada

 ▶ O Clube

 ▶ Os Nossos Passeios

 ▶ Fottos

 ▶ Outros

 ▶ Novidades

 ▶ Links dos Sites Amigos

 ▶ Apoios

 ▶ Contactos


Site Meter

Número de pessoas que visitaram esta página !


Clube Audio TT

Todos os direitos reservados

2002 / ....


Esta página foi

actualizada em

24-Mar-2016

            Os Nossos Passeios ...

2º Passeio de 2015...

      

 

1º Passeio do CLUBE AUDIO TT “Pelo Território da Civitas Anégia”

2º Passeio do Clube Audio TT de 2015

 

“Em Abril, águas mil”...   É um ditado popular, mas desta vez o dia 11 até não esteve mau de todo...  É certo que chuviscou um bocadito e que tivemos períodos e zonas com nevoeiro a impedir ver muito para além de alguns metros, mas o tempo até esteve agradável na maior parte do dia...   E porquê todas estas considerações sobre o tempo que fez no dia 11 de Abril, poderão perguntar ?...   Bem, a resposta é simples : Porque foi o dia escolhido para a realização de mais um Passeio do Clube Audio TT !...   Desta vez o Eduardo desafiou-nos para o 1º Passeio Audio TT “Pelo Território da Civitas Anégia”.

  

  

  

O desafio foi aceite por um pouco mais de quatro dezenas de pessoas distribuídas pelas 17 viaturas que, à hora combinada, estiveram presentes em Gondomar.    O Passeio iria fazer a ligação entre Gondomar e Entre-os-Rios, na parte da manhã, seguindo depois até Feira Nova durante a tarde.

  

  

  

A distância total foi de aproximadamente 60 Km's, sendo a maioria percorrida durante a manhã, nas 2 etapas de vinte e poucos Km's cada uma que estavam previstas.   A etapa da tarde era claramente mais curta, com cerca de uma dúzia de Km's.

 Em termos de tipo de percurso, ele foi variado, com um pouco de tudo...  Trilhos de terra, zonas de pedra, uns bocaditos de lama, corta-fogos, travessias a vau e também algum asfalto.

  

  

  

Quanto a dificuldades, também houve de tudo...   Na sua maioria, o percurso não era particularmente exigente, mas tinha uns troços em que o nível de dificuldade aumentava claramente, principalmente na 2ª etapa da manhã e na etapa da tarde.

 Para tornar as coisas mais “interessantes”, tivemos ainda 2 ou 3 pequenos incidentes mecânicos, que foram sendo resolvidos ( pelo menos temporariamente ) com a preciosa ajuda dos participantes mais conhecedores destas coisas....

  

  

  

A 1ª etapa foi a mais castigada pelo tempo que se fez sentir, mas mesmo assim foi possível apreciar algumas paisagens que não se esquece rapidamente.   Infelizmente, talvez porque estávamos ainda muito próximo dos grandes aglomerados que constituem o “Grande Porto”, fomos igualmente “brindados” com o espectáculo desagradável de ver pequenas lixeiras improvisadas onde algumas pessoas vão deixar o lixo, em vez de o depositarem / entregarem nos locais previstos para o efeito...

  

  

  

Este tipo de comportamento demonstra que há ainda um grande caminho a percorrer em termos culturais para um número apreciável de portugueses...     :-(    É claro que já foi pior, mas isso não pode ser suficiente para que fiquemos satisfeitos e descansados !...

  

  

  

A separação entre a 1ª etapa e a 2ª etapa foi dedicada ao indispensável “Reforço da Manhã” que mais uma vez contou com pão, queijo e fiambre, acompanhado dos sumos, do café e do Favaios.   Talvez valha a pena acrescentar que já era quase meio-dia e o almoço dificilmente seria servido antes das 14h30m / 15H00m...

  

  

  

A 2ª etapa, como já foi dito, tinha algumas zonas mais exigentes, mas a verdade é que, com maior ou menor dificuldade, toda a gente as ultrapassou...   Ainda houve necessidade de “ajuda externa” ( entenda-se como “ ser rebocado” ) em 2 ou 3 casos, mas não mais do que isso...

  

  

  

O almoço foi servido no restaurante “Ponte de Pedra", em Entre-os-Rios, e a ementa dividia-se entre o “cabrito assado” e a “posta”.   Pela minha própria experiência e pelo que fui ouvindo de vários participantes, a “posta” foi elogiada unanimemente e o “cabrito assado” também foi apreciado, embora tenha havido casos pontuais em que a satisfação não terá sido total...

  

  

  

A terceira e última etapa tinha uma parte inicial pouco exigente, mas depois contava com perto de meia dezena de Km's que eram já bastante duros e que justificaram cuidados acrescidos.  

Houve oportunidade de estar no marco geodésico de São Tiago de Arados, na zona do planalto do Castro de Arados e do Castelo de Bem Viver ( do qual já praticamente nada resta... ).

 Este foi mais um dos pontos estrategicamente localizados de onde se podem apreciar paisagens verdadeiramente interessantes !...   Ao longo de todo o Passeio, houve vários desses pontos...

  

  

  

A descida em direcção ao final do Passeio, em Feira Nova, Ariz, era igualmente bastante dura, com muita pedra e várias valas, além de zonas relativamente estreitas a exigir medir correctamente as distâncias para evitar dar formas diferentes às viaturas.

  

  

  

O Passeio estava no fim, mas a satisfação estava claramente estampada na cara de quem tinha dedicado este dia a participar neste evento do Clube Audio TT.

Como será lógico, não queria terminar sem agradecer o trabalho do Eduardo na sua preparação.

 

Rui Martins 

Clube Audio TT

 

 Veja AQUI mais um conjunto de fottos deste Passeio !

 

 

  Página dos Passeios          

 

O verdadeiro TT pratica-se com respeito pela Natureza !

         

Entrada ┃ O Clube  ┃ Os Nossos Passeios ┃ Fottos ┃ Outros ┃ Novidades ┃ Links ┃ Apoios ┃ Contactos